Terapia

Pais e Filhos

Nada é tão injusto como produzir um ser humano doente para depois tratá-lo, produzir lágrimas para depois aliviá-las.

Com certeza todo pai e mãe sempre querem acertar com seus filhos e desejam profundamente que tenham um futuro maravilhoso, próspero e feliz. Porém o que determina esse futuro - brilhante ou não - são as fases de desenvolvimento da criança que ocorre dos 0 aos 14 anos. Nessa fase se forma a personalidade e segurança. Neste período vai ser estabelecido se teremos um adulto próspero ou não.  

Os pais que desconhecem as fases de desenvolvimento e principalmente como agir em cada uma delas, correm o risco de “estragar” o futuro do seu filho. É um perigo educar seus filhos sem determinados conhecimentos da psicologia e você pode presentear seu filho com um futuro brilhante se souber técnicas simples de neurolinguística, hipnose conversacional e mais.

Para saber lidar com as fases psicológicas da infância dos filhos, você precisa passar por um processo terapêutico e enfrentar suas próprias sombras e interromper as transferências dos seus problemas internos para suas crianças.

Por mais que você tente ser um ótimo pai ou uma ótima mãe, lembre-se que um cego não consegue guiar outro cego em um terreno desconhecido. Normalmente os pais transferem seus medos e crenças e, as vezes, pensam que ensinam de forma totalmente diferente daquilo que aprenderam com seus pais, dando uma educação nova e mais saudável.

Grande e perigoso engano! Eles estão apenas fazendo um laboratório e usando seus filhos como cobaias, pois só conhecerão os resultados no início da adolescência ou mesmo na vida adulta. São riscos inevitáveis e, claro, que as intenções são sempre as melhores.

Porém por não conhecer as mudanças da psique do seus filhos durante as passagens da idade, acabam  cometendo os mesmos erros que seus pais (ou a maioria deles, pelo menos). Pais conscientes entendem que seus filhos chegam com impressões digitais diferentes que as suas e que dependem apenas de um leme forte e flexível para dirigi-los até a felicidade pessoal.

Pais aptos e amorosos dirigem a vida dos seus filhos levando em consideração a personalidade da criança e não a sua. Nessa terapia vocês irão, primeiro, se livrar de tudo que carregam da sua infância e das fases de desenvolvimento, para aprender como fazer com seus filhos da maneira correta, como agir em cada fase de desenvolvimento, como a mente funciona, como os comportamentos são formados, como os traumas são instalados.

Além disto ensinarei técnicas para redução de conflito , como ter uma comunicação eficaz, como criar disciplina, mudar hábitos através de metáforas e comportamentos, potencializar a felicidade, o foco e como estimular a auto estima e confiança.

Você também aprederá técnicas para tirar ansiedade, eliminar dificuldades de aprendizagem, técnicas para alívio de dor, medos, potencializar estudos e muito mais.

Qual legado você quer deixar para seu filho?

O futuro dele depende das suas ações hoje. Consequências causadas na vida adulta quando as fases de desenvolvimento ocorrem erroneamente:


Fase Oral
De 0 a 2 anos

Pessoa que não tem papas na língua, fala mal dos outros, grita e solta palavrões;
Muito reclusa, calada ou tímida;
Cleptomania (impulso mórbido para o furto);
Agressiva com tendência a morder tudo (inclusive pessoas);
Compulsão alimentar;
Bulimia;
Chupa o dedo ou objetos;
Fala alto demais;
Alcoolismo;
Todos os vícios pela boca: cigarro, cachimbo, Maconha, doces;
Fetiche exagerado por sexo oral;
Mau hálito;
Morde os lábios;
Resmunga demais;
Insegura;
Indecisa;
Briguenta

Fase Anal
De 2 a 4 anos

Avareza;
Mania de limpeza;
TOC;
Colecionar coisas inúteis;
Juntar objetos que raramente ou nunca usa;
Complexo de superioridade como autoafirmação;
Complexo de inferioridade por não se sentir importante;
Perfeccionista;
Comportamento autoritário;
Apego exagerado à pessoas ou suas coisas;
Autocobrança constante;
Não gosta de dormir na casa dos outros;
Ter nojo de quase tudo;
Menosprezar-se diante das pessoas pra testar seu valor;
Achar-se sujo o tempo todo;
Problemas com hemorroida;
Somatizar doenças no intestino ou bexiga;
Não conseguir lidar com dinheiro;
Não ser bem sucedido profissionalmente;
Intestino preso

Fase Fálica
De 4 a 6 anos

Todos casos de distúrbios sexuais como: frigidez, ejaculação precoce, medo ou obsessão por sexo, prostituição, homossexualismo afetado, doenças genitais e nos órgãos reprodutores, problemas de alergia, enxaqueca e até complexo de inferioridade ou superioridade sexual;
Perversões como: Masoquismo, sadismo, exibicionismo, voyeurismo, fetiches, homossexualidade. Essas perversões não são somente sexuais, como por exemplo o relacionamento abusivo é uma forma de masoquismo, assim como aturar trabalho onde se é humilhado também é. Apessoa precisa se sentir mártir em todos os setores da vida, geralmente são pessoas que não tem vida pessoal e que se sacrificam pela família. Em outro exemplo, o exibicionista coloca suas melhores roupas pra ir em locais simples ou se veste totalmente fora do padrão pra chamar atenção (e sempre chega atrasado).

Fase de Latência
Dos 6 aos 11 anos

Adultos dependentes, que são comandáveis;
Adulto sem personalidade própria;
Não tem iniciativa;
Não tem criatividade;
Tem crises de choro e não sabe lidar com problemas;
Pavio curto, não consegue ter bons relacionamentos em nenhum segmento da vida;
Não conseguem ser bem sucedidos na carreira;
Pessoa sem confiança, sem atitude e com complexo de inferioridade

Vídeos

Depoimentos

Fabrizio Fasano Jr.

Empresário e Apresentador

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Suspendisse varius enim in eros elementum tristique. Duis cursus, mi quis viverra ornare, eros dolor interdum nulla, ut commodo diam libero vitae erat. Aenean faucibus nibh et justo cursus id rutrum lorem imperdiet. Nunc ut sem vitae risus tristique posuere.

Marcela Tranchesi

Blogueira e Apresentadora

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Suspendisse varius enim in eros elementum tristique. Duis cursus, mi quis viverra ornare, eros dolor interdum nulla, ut commodo diam libero vitae erat. Aenean faucibus nibh et justo cursus id rutrum lorem imperdiet. Nunc ut sem vitae risus tristique posuere.

Artigos Relacionados

"A questão não é emagrecer, mas sim ser feliz."

Pollyanna Esteves